segunda-feira, maio 27, 2024
InícioNotíciasPet da Semana: A princesinha do lar

Pet da Semana: A princesinha do lar

Pensa num pet que está com o tutor em todos os lugares e é praticamente o dono da casa? Ou melhor, a dona da casa. A história dessa semana é da cadelinha Sasha e da Tutora Neide Correa, que nunca quis ter um cãozinho, mas depois de conversar com um cliente resolveu que seria mãe de pet.

A empresária disse que começou a buscar por um cão de pequeno porte, mas com atitude. “Eu queria que fosse porte pequeno e que fosse um cão com cara de forte e brabinha (risos). Meu filho foi buscar, quando eu cheguei em casa lá estava ela, bem diferente da foto. Na foto ela era maior, quando chegou mal ficava de pé (risos)”, contou Neide, pois Sasha que era filhote e muito pequena, agora com quase dois anos, gosta de dormir, mas pode ser chamada de fitness porque ama brincar e correr em casa e não dispensa caminhar no calçadão da Praia de Itapoã, Vila Velha.

A cadelinha da raça Buldogue Francês é a princesinha de Neide e de seu filho Arthur. Sasha aproximou mais ainda os dois. “Ela me conectou mais ainda com meu filho. Saímos de
carro e todas as vezes levamos ela”, conta Neide que deixou uma mensagem para quem está pensando em ter um pet.

“Só posso dizer, adote ou compre, mas tenha um cãozinho. Ele mudará a sua maneira de viver e pensar. Vai te consertar e o melhor vai ser sua companhia sempre. Um amigo verdadeiro e companheiro”, finaliza Neide.

Fotos: Arquivo pessoal

Por ser da raça Buldogue Francês, é um cão de porte pequeno ativo, inteligente e musculoso. Neide buscou um canil no Espírito Santo, por indicação de amigos. Sasha é a filhote de Angus (pai) e Xena (mãe) do canil Herois de Patas.

Buldogue Francês

De acordo com informações da Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC), o buldogue que conhecemos é um produto de diferentes cruzamentos feitos pelos criadores apaixonados nos bairros populares de Paris nos anos 1880. Naquela época cão de forte Halles – açougueiros, cocheiros – e cedo conquistaram a alta sociedade e o mundo dos artistas pelo seu físico e particularmente pelo seu caráter. Ele então se propagou rapidamente. O primeiro Clube da raça foi fundado em 1880 em Paris. O primeiro registro data de 1885 e o primeiro padrão foi estabelecido em 1898, ano no qual a Sociedade Canina Central (Kennel Club Francês) reconheceu o Bulldog Francês como raça. O primeiro cão dessa raça foi exposto no início de 1887. O padrão foi modificado em 1931-1932 e 1948. Ele foi reformulado com a colaboração de R. TRIQUET em 1986 por H.F. REANT (publicação FCI 1987), depois em 1994 por Violette GUILLON (publicação FCI 1995) e em 2012 pelo Comitê do Club do Bulldog Francês.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Anúncio
Anúncio

Mais acessados

Anúncio
Anúncio